​Cidades precisam melhorar atenção básica para conter superlotação do Hospital Regional

0

As cidades da região precisam estruturar suas unidades de saúde de pronto atendimento para reduzir o envio de pacientes para Cáceres o que gera a constante superlotação da unidade.IMG-20150728-WA0030
 
O apontamento foi feito durante o lº Fórum de Urgência e Emergência da Região Oeste e Sudoeste de MT realizado na ultima quinta e sexta-feira, 27 e 28, em Cáceres.
 
Do evento saiu um documento a ser encaminhado ao governo do Estado destacando a necessidade de melhorias na estrutura hospitalar de pré-urgência na região e a criação de UPAS em Cáceres em Pontes e Lacerda.
 
Para Antonina Rosa enfermeira e coordenadora do núcleo de pesquisas do hospital somente com a melhoria na atenção básica o hospital ficará livre das superlotações.
 
‘A maioria dos municípios atendem hoje de 30 a 50% das suas demandas. Precisamos que estes índices cheguem próximos aos alcançados por cidades como Campos de Júlio onde a cobertura chega a 100%’, enfatiza.
 
O Jornal Oeste apuou que os traumas são maiores causas de internação no hospital Regional de Cáceres. Só as fraturas de ossos correspondem a cerca de 50% das internações.
 
De acordo com Suelen Rodrigues Macedo, enfermeira gerente de enfermagem, em primeiro lugar estão os acidentes de moto, depois acidentes de carro e por último as cirurgias gerais.
 
O Fórum contou com a presença de profissionais ligados a área da saúde, médicos, gestores, secretários e representantes de vários municípios.

Por José Carlos Teixeira

Jornal Oeste

logo materia

mail.google.com

Compartilhar

Deixe uma resposta