Abaixo-assinado visa manter Coronel da PM; deputado é criticado por possível transferência

0
Uma possível candidatura do Tenente-coronel Sandro ao cargo de Deputado Estadual pode tornar-se uma ameaça e vir a prejudicar a reeleição do deputado Valmir Moretto.

Moradores do município de Pontes e Lacerda (a 444 km de Cuiabá) pretendem entregar para o governador do Estado de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), e para o Comandante-geral da Polícia Militar (PM), coronel Jonildo José de Assis, um abaixo-assinado solicitando a permanência do Tenente-coronel PM Sandro Barbosa da Silva no Comando Regional da PM.

O Tenente-coronel Sandro Barbosa está à frente do 12º Comando Regional da Polícia Militar com área de atuação em Pontes e Lacerda, Vila Bela da Santíssima Trindade, Jauru, Conquista d’Oeste, Figueirópolis d’Oeste, São Domingos, Comodoro, Campos de Júlio, Nova Lacerda e Rondolândia.

A comunidade considera que o Tenente-coronel vem realizando um excelente trabalho de segurança pública em sua área de atuação e com a transferência do militar a população será afetada de forma prejudicial. Com isso, moradores estão manifestando indignação, através da rede social Facebook, e tecendo críticas ao Deputado Estadual de Mato Grosso, Valmir Moretto (Republicanos), apontado como o possível principal responsável pela transferência do Tenente-coronel Sandro.

Recentemente, os meios de comunicação local vêm dando ênfase ao manifesto e classifica a possível ação do deputado como politicagem, uma vez que, o Tenente-coronel Sandro Barbosa poderá vir a disputar uma vaga para a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL-MT).

Nas Eleições de 2018, o militar Sandro disputou o cargo de Deputado Federal no Mato Grosso, pelo Partido Humanista da Solidariedade (PHS), obtendo  8.929 votos totalizados, 0,60% dos votos válidos. De acordo com relatos, uma possível candidatura do Tenente-coronel Sandro ao cargo de Deputado Estadual pode tornar-se uma ameaça e vir a prejudicar a reeleição do atual deputado Valmir Moretto.

Fonte: Popular Online

Compartilhar

Deixe uma resposta