Diretor da UNEMAT contesta abandono de trator da prefeitura no campus da universidade.

3

unnamed (2)

Quatro vereadores receberam no final de semana uma denuncia sobre um trator da prefeitura que estaria abandonado no Campus da Unemat e foram até lá averiguar, e a informação se espalhou pelas redes sociais e mídia de forma equivocada, diante dos fatos o diretor da Unemat Eurico Souza, juntamente com o responsável pelos maquinários da prefeitura Gilson Freitas e a responsável pelo departamento de agropecuária da prefeitura, Maira Oliveira vieram a público contestar a informação de que o trator estivesse abandonado, esclarecendo a real situação.

trator

Segundo o diretor da Unemat o trator foi cedido para a universidade para atuar numa área de plantio até que o trator da universidade que está em conserto possa retornar aos trabalhos, no entanto durante a realização do serviço o tanque do trator da prefeitura foi danificado e está aguardando por reparo, ainda de acordo com o diretor o maquinário chegou na universidade no dia 20 de março  e afirma que o trator não está abandonado.

15801691_920073531456802_2085899419_nO diretor salientou a importância da atuação e fiscalização dos vereadores, mas pede mais prudencia ao repassar as informações e averiguar a fundo buscando a real situação dos fatos, ainda na oportunidade convidou os vereadores a estar visitando mais vezes a universidade para juntos com os acadêmicos e professores estar levantando as demandas do campus para buscar melhorias.

Confira a reportagem com o diretor e os representantes da prefeitura que esclareceram a real situação do trator:

 

15094452_367047076970008_3025860760088534545_n

Compartilhar

3 COMENTÁRIOS

  1. Concordo que os vereadores devem fiscalizar os recursos, assim como maquinas e veículos que pertencem ao município, ao povo. Só que em casos como esse, primeiramente devem buscar saber da legalidade, quanto tempo a máquina está parada etc, para depois informarem a população sobre seus trabalhos. No entanto da forma que foi correm o risco de terem dado um tiro no pé!

  2. A intenção aí não foi fiscalizar e sim atacar a prefeitura, se fosse mesmo uma fiscalização séria, teriam averiguado os fatos… o quarteto fantástico aí se alimenta de mídia, se vão na esquina chamam a tv pra dizer que estão trabalhando, mas pra mim trabalho e outra coisa e está muito longe disso.

Deixe uma resposta