Ex-prefeito de Vila Bela e ex-deputado é condenado a devolver R$ 1,1 milhão e pode ter candidatura impugnada

0

O candidato a vice-prefeito de Vila Bela da Santíssima Trindade pela coligação “Vamos Juntos por Vila Bela”, Jacob André Bringsken (PMDB), poderá ter sua candidatura impugnada. Condenado em uma Ação por Improbidade Administrativa movida pelo Ministério Público Estadual (MPE), valorada em cerca de R$ 1,1 milhão, o político será julgado por órgão colegiado.

Em 2014 o peemedebista foi condenado por ter realizado dispensa de licitação de forma ilegal, licitar e contratar empresa para reforma da praça central que era tombada como patrimônio histórico e artístico nacional, demolindo-a sem consulta e aval dos órgãos responsáveis, além de não prestar contas mensais aos órgãos de fiscalização, contratar servidores sem concurso e deixar de pagar seus vencimentos.

André assumiu a Prefeitura em 2001 e ficou à frente do cargo por aproximadamente 9 meses. O prejuízo estimado durante sua gestão foi de mais de R$ 1,183 milhão, valor ao qual ele foi condenado a ressarcir o erário municipal.

Ele recorreu da decisão e o recurso pode ser apreciado por órgão colegiado no Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT). De acordo com a Lei da Ficha Limpa, se for mantida a condenação, André será considerado inelegível.

Em março deste ano o candidato a vice-prefeito foi condenado em mais uma Ação Civil Pública por atos de improbidade administrativa a ressarcir R$ 52,121 mil aos cofres municipais.

Fonte: Olhar Direto.

banner-confianca-13

Compartilhar

Deixe uma resposta