Garimpeiro que trocou ouro por droga na Bolívia tem prisão decretada.

1

Ele disse que iria vender a cocaína em troca de ouro em Pontes e Lacerda, Homem foi preso pelo Gefron quando voltada da Bolívia há uma semana.

A Justiça Federal decretou a prisão preventiva de um garimpeiro que usou ouro extraído ilegalmente da Serra da Borda, em Pontes e Lacerda. O suspeito foi preso em flagrante por policiais do Grupo Especializado de Fronteira (Gefron) quando levava 5,3 kg de cocaína adquiridos na Bolívia para a região do garimpo, a fim de vender o entorpecente em troca de ouro. A prisão ocorreu na região do Destacamento de Palmarito.

A decisão é do dia 1º de novembro e é assinada pelo juiz Francisco Antônio de Moura Júnior. Em depoimento à polícia, o suspeito afirmou que havia adquirido a droga em uma fazenda localizada próximo da fronteira, há uma semana, dando em troca 300 gramas de ouro que havia conseguido extrair durante 10 dias de trabalho no garimpo ilegal. Segundo o acusado, a intenção era vender a droga na Serra da Borda.

“Afirmou, ainda, o conduzido, que venderia a droga no garimpo, pelo preço de 250 gramas de ouro pelo quilo do entorpecente”, diz trecho da decisão.

O juiz ressaltou que a conversão da prisão em flagrante em preventiva é necessária para garantir a ordem pública e a aplicação da pena prevista em lei. Conforme o juiz, o suspeito já possui passagem na polícia por tráfico de entorpecentes e foi detido pelo Gefron em uma estrada vicinal, o que significa que ele conhece bem a região e as formas de acesso ao país vizinho, sendo alto o risco de fuga.

“A expressiva quantidade de drogas apreendida, bem como a desenvoltura do criminoso, revela que tal evento pode não se tratar de fato isolado, máxime pela informação conferida pelo próprio conduzido, de que já fora preso, anteriormente, pela prática de tráfico de drogas”, afirmou o magistrado.

Panfleto OK 3

5 11 2015

 

Lislaine dos Anjos G1 MT

Compartilhar

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta