Governo do Estado diz não identificar problemas em obras de recuperação asfáltica na

0

Atendendo solicitação efetuada pelo Deputado Estadual Luís Amilton Gimenez — Dr. Gimenez (PV), o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística de Mato Grosso (Sinfra-MT), enviou, nesta terça-feira, 14 de setembro, uma equipe para fiscalizar, no próprio local, a qualidade do asfalto da obra de recuperação do pavimento que está sendo realizado nas rodovias MT-175 e 248.

A obra de recuperação asfáltica, tem sido objeto de reprovação dos usuários e motivos de protestos e críticas, tanto para a construtora quanto ao Governo do Estado de Mato Grosso, pela má qualidade. As imagens, mostrando a precariedade das obras, foram entregues ao secretário da Sinfra-MT, Marcelo de Oliveira e Silva, que solicitou o comparecimento de uma equipe nos locais de danificação nas rodovias.

A vistoria, no local da obra, foi coordenada pelo secretário Adjunto de Obras Rodoviárias, Nilton de Britto, que surgiu, através de uma transmissão ao vivo — “live”, pela rede social Facebook, transmitida pelo prefeito do município de São José dos Quatro Marcos (a 315km da capital Cuiabá), em um trecho da rodovia MT-175.

“Nós recebemos reclamação dos deputados da região. Doutor Marcelo e o governador determinaram nossa vinda aqui, para ver, “in-loco”, o que estava acontecendo e, para a minha surpresa, eu chego e não vejo grandes problemas”, afirmou o secretário Adjunto de Obras Rodoviárias do Governo Mauro Mendes (DEM).

Nilton de Britto acrescentou ainda. “O que eu vejo aqui é coisa normal de obra, que é um pequeno trecho de aproximadamente duzentos metros, onde aconteceu uma fundação que é normal e será reparado”, ressaltou que o reparo não será feito esse ano em virtude do período das chuvas. “O que eu recomendo é que a gente não deixe buracos. Apareceu, tampe!”, afirmou.

Segundo Nilton, foi autorizada a realização de uma sinalização provisória da pavimentação asfáltica nos trechos em recuperação, para evitar acidentes. “Tenha certeza que o recapeamento será feito no ano que vem e onde tiver que abrir e refazer também será feito”, informou que o contrato com a empresa é pelo período de dois anos, podendo ser renovado pelo mesmo período.

Fonte: popular online

Compartilhar

Deixe uma resposta