Governo reforçará a segurança na fronteira em Vila Bela da Santíssima Trindade.

0

Segurança e a transferência do governo para Vila Bela da Santíssima Trindade durante o aniversário da cidade, em 19 de março, foram os temas de reunião realizada nesta quinta-feira (08.02) no gabinete do Palácio Paiaguás. Participaram do encontro o governador Pedro Taques, representantes do município, o secretário de Estado de Segurança, Gustavo Garcia Francisco, e o deputado estadual Mauro Savi.

Na ocasião, o prefeito da cidade, Wagner Vicente da Silveira, explicou que o município está na fronteira com a Bolívia e a população precisa que o policiamento seja reforçado. “As ocorrências mais comuns estão relacionadas com o roubo de caminhonetes, tratores e caminhões. Os veículos acabam passando pela fronteira, o que torna a recuperação quase que impossível”.

O secretário de segurança assegurou que o número de policiais na Grupo Especial de Fronteira (Gefron) vai aumentar. Atualmente, são cerca de 90 e após o acréscimo, serão 141.

Francisco ainda acrescentou que será ampliado o trabalho da inteligência e uma nova viatura será entregue a cidade. “Queremos também chamar os moradores da região para uma audiência pública e discutir a segurança da região. A ideia é promover o diálogo para sanar os problemas”.

Além das ações permanentes, o secretário disse que haverá um reforço policial na região durante o aniversário da cidade, quando o governador Pedro Taques irá despachar no Palácio Capitão dos Generais, onde funcionava a sede do governo quando Vila Bela da Santíssima Trindade era capital de Mato Grosso.

A cidade foi escolhida a capital da Capitania de Mato Grosso em 1752 e teve este título até 1835, quando a sede foi transferida para Cuiabá, que havia se tornado o mais importante centro comercial do estado. Desde que assumiu o governo, em 2015, Taques faz a transferência do governo no aniversário da cidade.

Festa do Congo

O evento é um dos mais importantes do município e na ocasião, o número de pessoas no local chega a aumentar 30%. “Grande parte das pessoas são parentes dos moradores e moradores da região”, afirma o prefeito.

Ele explica que todo o festejo é organizado pelos nativos, o que transforma a celebração em uma referência tradicional no Estado.

Para este ano, o governo pretende apoiar os organizados com investimentos no congodromo. O deputado Mauro Savi estava acompanhando o grupo de Vila Bela e esclareceu que o projeto passará ainda pela Secretaria de Estado de Cultura.

Caroline Rodrigues | Gcom-MT

Compartilhar

Deixe uma resposta