Homem suspeito de estuprar filha da ex-companheira é preso em Pontes e Lacerda.

0
Everson Alacrino Silva Soares de 22 anos, era investigado pelo crime de estupro de vulnerável, contra uma criança de 12 anos.

Dois suspeitos foram presos pela Polícia Judiciária Civil, na sexta-feira (08.06), no município de Pontes e Lacerda , durante ação para cumprimento de dois mandados de prisão. Um deles é suspeito de estuprar uma menina de 12 anos.

O primeiro envolvido, Everson Alacrino Silva Soares de 22 anos, era investigado pelo crime de estupro de vulnerável, contra uma criança de 12 anos. A vítima é filha da ex-companheira do suspeito,  que ao descobrir os fatos procurou a Delegacia de Polícia de Pontes e Lacerda, para fazer a denúncia no dia 17 de abril deste ano.

Conforme relato da mãe da menina, após romper o relacionamento com Everson Alacrino Silva Soares, ele, na tentativa de reatar a relação, passou a ser amigo dos filhos dela, levando-os sempre para passear no shopping e na praça da cidade.

Após a mãe assumir novo casamento e evitar que o suspeito visse os filhos, descobriu que o suspeito estava mantendo contato com sua filha de 12 anos por telefone, e ainda possuía fotos da criança sem roupa em seu aparelho celular.

Diante das revelações, a mãe conversou com a menor que contou ter enviado as fotos a pedido do ex-padrasto, bem como recebeu do mesmo, fotos do seu órgão genital.

Com base nas informações os policiais civis iniciaram diligências para investigar o caso. Com indícios e provas de crime, Everson teve o mandado de prisão preventiva representado pela Polícia Civil.

Flavio Xavier Almeida de 28 anos foi preso pela PJC Pontes e Lacerda.

Everson foi localizado em uma propriedade agrícola nas proximidades da Rodovia BR 074, zona rural do município de Pontes e Lacerda, na sexta-feira (08), onde foi cumprido o mandado de prisão.

Já o segundo preso pelas equipes em Pontes e Lacerda foi o suspeito Flavio Xavier Almeida de 28 anos, o qual também estava com mandado de prisão preventiva em aberto.

Assessoria | PJC-MT

Compartilhar

Deixe uma resposta