Investigadores pedem auxílio a Wancley para reconhecimento de nível superior para carreira de Polícia Civil.

0

Wancley tem liderado conversa sobre o assunto junto à Casa Civil; parlamentar conclama mobilização da categoria em defesa do projeto

O reconhecimento de nível superior para as carreiras de escrivão e investigador de polícia foi pauta de reunião entre uma comissão de policiais civis e o deputado Wancley Carvalho (PV), na tarde de quarta-feira (05), no gabinete do parlamentar.

Apesar de exigência da formação superior para ingresso no cargo, as carreiras são tidas, legalmente, como nível intermediário. A proposta reflete o desejo dos sindicatos da categoria, e foi reforçada pela investigadora Edileuza Mesquita, que reivindicou apoio ao deputado.

“No término da nossa greve, no ano passado, ficou  definido que o Governo do Estado iria reconhecer nossa categoria como nível superior. Viemos aqui no Wancley reivindicar e pedir auxílio; sabemos que já houve avanço nesse assunto, e pedimos apoio do deputado, que é o representante da Polícia Civil no estado, junto ao governo estadual”, destacou a policial.

O assunto já tem sido tratado pelo deputado, desde 2015, quando propôs essa alteração no estatuto da Polícia Civil, por meio de projeto de lei. “Essa mudança organizacional é necessária para valorização dos nossos excelentes policiais civis. O nível superior é uma realidade, e precisamos corrigir esse erro que se arrasta por 12 anos. A mudança, sobretudo, não gera despesa para o executivo”, afirmou o parlamentar.

Ainda de acordo com o deputado, o tema tem sido trabalhado junto a Casa Civil, com o secretário José Adolfo. “O Governo do Estado enviará em breve o projeto para a Assembleia: tenho acompanhado de perto. Essa mobilização dos investigadores é muito importante, agradeço a Edileuza pelo empenho; assim que o texto chegar à AL precisaremos da mobilização de toda categoria”, conclamou Wancley.

O deputado lembrou ainda que o reconhecimento do nível superior aos profissionais garantirá progresso na qualidade dos inquéritos, evolução contínua e melhor serviço prestado à população. “A Polícia Civil passa por um processo de evolução contínua. E com uma instituição mais forte e valorizada, quem ganha é a sociedade.

Eduardo Cardoso

 

Compartilhar

Deixe uma resposta