Jovem de 19 anos pode ter sido a 4 morte suspeita da doença H1N1

0
C

Morreu ontem, 13 de abril, por volta das 23h00, Rafael Bristotti, 19 anos, que foi internado na UTI do Hospital Regional de Vilhena na manhã do dia 12 de abril, com suspeita de estar infectado com a gripe Influenza A H1N1.

Rafael procurou o hospital por duas vezes antes de ser internado, se queixando de insuficiência respiratória, numa das oportunidades o jovem contou que começou a sentir a passar mal, após o uso de narguilé, que é um dispositivo árabe para o consumo de tabaco através do vapor de água.

Já com dificuldade mais acentuada o jovem foi internado na UTI, onde foi tratado baseado na suspeita de H1N1. De acordo com os médicos que o trataram, a saturação de oxigenação de Rafael estava baixa, devido a parcial falência da capacidade pulmonar. Uma transferência para uma outra UTI foi cogitada, mas havia a necessidade de estabilizar o quadro do jovem.

Por volta das 23h00 de ontem, Rafael não resistiu e faleceu por insuficiência pulmonar.

Compartilhar

Deixe uma resposta