Juiz manda penhorar 30% de salário de deputado federal para pagamento de dívida.

0

clicknet2

Carlos Bezerra (PMDB) e a mulher devem ter descontos nos salários até cessar a dívida de R$ 7 milhões. Ele ofereceu esmeralda e fazenda como pagamento, mas credor recusou.

O juiz Luiz Octávio Oliveira Saboia Teixeira, da Terceira Vara Cível de Cuiabá, determinou a penhora de 30% do salário do deputado federal de Mato Grosso, Carlos Bezerra (PMDB) e da mulher dele, Aparecida Maria Borges Bezerra, Teté Bezerra, lotada no Ministério do Turismo e ex-deputada estadual, para quitar uma dívida de R$ 7 milhões do casal.

Conforme a decisão, o valor deve ser descontado da folha de pagamento de ambos até o pagamento total da dívida.cavour4

A dívida foi contraída pelo casal em 2010 com um engenheiro civil. O montante teria sido investido na campanha dele para a Câmara dos Deputados e dela para a Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Ambos foram eleitos.

Na sentença, o magistrado determinou que a Câmara dos Deputados faça os descontos no salário de Bezerra, sob pena de ser caracterizado crime de desobediência. Quanto a Teté Bezerra, o juiz mandou o Ministério do Turismo proceder com os descontos nos vencimentos, até que o valor seja quitado.

Durante o processo, o deputado e a mulher ofereceram 40 lotes de esmeralda, ações na Eletrobrás e um imóvel rural de mil hectares em Sinop, a 503 km de Cuiabá, como forma de pagamento. O credor, no entanto, recusou todas as ofertas. O G1 não conseguiu contato com o deputado e a mulher dele.

G1MT

1234

Compartilhar

Deixe uma resposta