Mundo registrou mais de 160 mil novos casos de Covid a cada dia na última semana, alerta OMS

0

Mais de 506 mil mortes e 10,3 milhões de casos foram relatados desde o início da pandemia. OMS demonstrou preocupação com o avanço da doença no Oriente Médio.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou nesta quarta-feira (1) que, na última semana, o mundo registrou mais de 160 mil novos casos de coronavírus a cada dia.

“Mais de 10,3 milhões de casos de Covid-19 já foram relatados à OMS e mais de 506 mil mortes. Na semana passada, o número de novos casos excedeu 160 mil em todos os dias”, disso o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Tedros também afirmou que a pandemia é mais que um desafio científico. “Também é um teste de caráter. Devemos agir no interesse da solidariedade global e da nossa humanidade compartilhada”, disse.

O diretor-geral informou que a OMS criou um fórum com mais de 1 milhão de cientistas de todo o mundo para fazer um balanço dos avanços já alcançados e definir prioridades de pesquisa para o restante de 2020.

“Não entendemos ainda porque alguns são assintomáticos e outros não”, exemplificou o diretor-executivo do Programa de Emergências da OMS, Michael Ryan.

Coronavírus avança no Oriente Médio e norte da África

Durante a coletiva desta quarta, o diretor regional da OMS para o Mediterrâneo Oriental, Ahmed Al-Mandhari, demonstrou preocupação com o avanço dos casos da Covid-19 no Oriente Médio e na África, principalmente no Irã, Iraque, Arábia Saudita e Paquistão.

“Estamos vendo um aumento de casos desde o início de maio”, disse Mandhari. “Todos os países da região estão apresentando transmissão comunitária.”

De acordo com o diretor geral Tedros, o Oriente Médio e norte da África são “a terceira região mais afetada globalmente, depois das Américas e da Europa.”

A principal preocupação do avanço da Covid-19 na região está nas áreas afetadas por conflitos armados, onde a pobreza e a violação dos direitos humanos é acentuada.

“A doença demorou para aparecer nas áreas afetadas por conflitos, mas isso é um caso de subnotificação”, alertou o diretor regional Mandhari.

Coronavírus avança no Oriente Médio e norte da África

Durante a coletiva desta quarta, o diretor regional da OMS para o Mediterrâneo Oriental, Ahmed Al-Mandhari, demonstrou preocupação com o avanço dos casos da Covid-19 no Oriente Médio e na África, principalmente no Irã, Iraque, Arábia Saudita e Paquistão.

“Estamos vendo um aumento de casos desde o início de maio”, disse Mandhari. “Todos os países da região estão apresentando transmissão comunitária.”

De acordo com o diretor geral Tedros, o Oriente Médio e norte da África são “a terceira região mais afetada globalmente, depois das Américas e da Europa.”

A principal preocupação do avanço da Covid-19 na região está nas áreas afetadas por conflitos armados, onde a pobreza e a violação dos direitos humanos é acentuada.

“A doença demorou para aparecer nas áreas afetadas por conflitos, mas isso é um caso de subnotificação”, alertou o diretor regional Mandhari.

Coronavírus avança no Oriente Médio e norte da África

Durante a coletiva desta quarta, o diretor regional da OMS para o Mediterrâneo Oriental, Ahmed Al-Mandhari, demonstrou preocupação com o avanço dos casos da Covid-19 no Oriente Médio e na África, principalmente no Irã, Iraque, Arábia Saudita e Paquistão.

“Estamos vendo um aumento de casos desde o início de maio”, disse Mandhari. “Todos os países da região estão apresentando transmissão comunitária.”

De acordo com o diretor geral Tedros, o Oriente Médio e norte da África são “a terceira região mais afetada globalmente, depois das Américas e da Europa.”

A principal preocupação do avanço da Covid-19 na região está nas áreas afetadas por conflitos armados, onde a pobreza e a violação dos direitos humanos é acentuada.

“A doença demorou para aparecer nas áreas afetadas por conflitos, mas isso é um caso de subnotificação”, alertou o diretor regional Mandhari.

Coronavírus avança no Oriente Médio e norte da África

Durante a coletiva desta quarta, o diretor regional da OMS para o Mediterrâneo Oriental, Ahmed Al-Mandhari, demonstrou preocupação com o avanço dos casos da Covid-19 no Oriente Médio e na África, principalmente no Irã, Iraque, Arábia Saudita e Paquistão.

“Estamos vendo um aumento de casos desde o início de maio”, disse Mandhari. “Todos os países da região estão apresentando transmissão comunitária.”

De acordo com o diretor geral Tedros, o Oriente Médio e norte da África são “a terceira região mais afetada globalmente, depois das Américas e da Europa.”

A principal preocupação do avanço da Covid-19 na região está nas áreas afetadas por conflitos armados, onde a pobreza e a violação dos direitos humanos é acentuada.

“A doença demorou para aparecer nas áreas afetadas por conflitos, mas isso é um caso de subnotificação”, alertou o diretor regional Mandhari.

Coronavírus avança no Oriente Médio e norte da África

Durante a coletiva desta quarta, o diretor regional da OMS para o Mediterrâneo Oriental, Ahmed Al-Mandhari, demonstrou preocupação com o avanço dos casos da Covid-19 no Oriente Médio e na África, principalmente no Irã, Iraque, Arábia Saudita e Paquistão.

“Estamos vendo um aumento de casos desde o início de maio”, disse Mandhari. “Todos os países da região estão apresentando transmissão comunitária.”

De acordo com o diretor geral Tedros, o Oriente Médio e norte da África são “a terceira região mais afetada globalmente, depois das Américas e da Europa.”

A principal preocupação do avanço da Covid-19 na região está nas áreas afetadas por conflitos armados, onde a pobreza e a violação dos direitos humanos é acentuada.

“A doença demorou para aparecer nas áreas afetadas por conflitos, mas isso é um caso de subnotificação”, alertou o diretor regional Mandhari.

Coronavírus avança no Oriente Médio e norte da África

Durante a coletiva desta quarta, o diretor regional da OMS para o Mediterrâneo Oriental, Ahmed Al-Mandhari, demonstrou preocupação com o avanço dos casos da Covid-19 no Oriente Médio e na África, principalmente no Irã, Iraque, Arábia Saudita e Paquistão.

“Estamos vendo um aumento de casos desde o início de maio”, disse Mandhari. “Todos os países da região estão apresentando transmissão comunitária.”

De acordo com o diretor geral Tedros, o Oriente Médio e norte da África são “a terceira região mais afetada globalmente, depois das Américas e da Europa.”

A principal preocupação do avanço da Covid-19 na região está nas áreas afetadas por conflitos armados, onde a pobreza e a violação dos direitos humanos é acentuada.

“A doença demorou para aparecer nas áreas afetadas por conflitos, mas isso é um caso de subnotificação”, alertou o diretor regional Mandhari.

Compartilhar

Deixe uma resposta