Piloto e passageiro que morreram após avião cair e pegar fogo em Primavera do Leste são identificados.

0
Evandro Bussolaro (à esquerda) e Giovani Rodrigues Araújo (à direita) (Foto: TV Centro América/Reprodução)

Duas pessoas que estavam na aeronave morreram. Avião saiu de Sorriso (MT) e parou em Primavera do Leste (MT). para abastecer.

A Polícia Civil e a Aeronáutica investigam o acidente com o avião, em Primavera do Leste, a 239 km de Cuiabá, que matou duas pessoas no final de semana.

A aeronave de pequeno porte que caiu e pegou fogo no sábado (28), encostou num fio de alta-tensão antes da queda, segundo o Corpo de Bombeiros. Duas pessoas que estavam no avião morreram.

O piloto, e dono do avião, foi identificado como Evandro Bussolaro. Ele é empresário do ramo de postos de combustíveis em Sorriso, a 420 km de Cuiabá. O passageiro é Giovani Rodrigues Araújo. Com a queda o avião pegou fogo e os dois morreram carbonizados.

Testemunhas disseram que o piloto não usou todo o espaço da pista para decolagem. Próximo da cabeceira da pista há um linhão de energia. A principal suspeita é de que aeronave caiu, quando o piloto fazia alguma manobra pra evitar bater nos fios de alta-tensão.

A aeronave saiu de Sorriso e parou em Primavera do Leste para abastecer.

Técnicos do Serviço de Prevenção e Investigação Regional (Seripa) vieram de Brasília, fizeram perícia no local e pegaram depoimentos de testemunhas para abertura de investigação.

As investigações seguem pelos próximos dias para identificar o real motivo da queda do avião e será investigado também se o piloto era habilitado para pilotar esse tipo de aeronave.

Avião pega fogo após queda em Primavera do Leste; duas pessoas morreram (Foto: CBM-MT)
Avião pega fogo após queda em Primavera do Leste; duas pessoas morreram (Foto: CBM-MT)

O empresário parou em Primavera do Leste para abastecer a aeronave e seguiria viagem para Querencia, a 912 km de Cuiabá.

Segundo o responsável pelo abastecimento, o piloto quando foi decolar, não usou a pista completa do aeroporto. Por Lorena Segala, TV Centro América.

Compartilhar

Deixe uma resposta