Polícia Civil em mais um brilhante trabalho, esclarece homicídio de Policial Militar em Pontes e Lacerda.

0

O homicídio de um sargento da Policia Militar, ocorrido no ano de 2013, em Pontes e Lacerda foi esclarecido pela Polícia Judiciária Civil, com a identificação de dois suspeitos de participarem da execução.

O acusado Wellington Poquiviqui, teve o mandado de prisão cumprido, no sábado (27.06), apontado como um dos autores do crime. O segundo suspeito, Ederson Castro, já está preso pela participação em outro homicídio.

O policial militar, Luiz Carlos de Oliveira, foi assassinado com vários disparos de arma de fogo em uma lanchonete, na Rua Maranhão, próximo ao mini estádio. Segundo testemunhas, dois suspeitos em uma motocicleta chegaram ao local e efetuaram diversos disparos contra o sargento, que não teve chances de defesa.

Após as investigações apontarem Wellington como um dos executores do policial, ele teve o mandado de prisão representado pela Polícia Civil e decretado pela Justiça. No momento da prisão, o acusado estava com uma arma de brinquedo e de acordo com a equipe de investigadores, o suspeito se passava por policial civil para impressionar mulheres.

Em interrogatório na delegacia, Wellington confessou a participação no crime e disse que recebeu R$ 5 mil e uma pistola pela execução do policial, mas não falou quem foi mandante e a motivação do crime.

O segundo suspeito de participação no crime terá o mandado de prisão cumprido e será interrogado para dar maiores detalhes que irão esclarecer a ação criminosa.

O trabalho integra o planejamento da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) para reduzir os índices de homicídios ocorridos no interior do Estado.

cats

s

Cópia_de_segurança_de_nova logo 2015 news.

Compartilhar

Deixe uma resposta