Secretaria de saúde de Pontes e Lacerda informa que está em falta o soro contra picada de cobra, e faz orientações.

0

O Ministério da Saúde ainda não regularizou os repasses de soros antiofídicos para os municípios, há algum tempo os municípios foram informados que estava havendo uma problemática na produção dos referidos soros e devido a isso vem recebendo doses reduzidas e agora se encontra com estoque zerado. Pontes e Lacerda alerta que atualmente a rede de frios do município não contém uma dose sequer do soro antibotrópico, utilizado contra a picada de serpente.

Como os casos de acidentes com serpentes têm sido frequentes, a equipe da Prefeitura Municipal de Pontes e Lacerda através da Vigilância em Saúde do município pede que a população tome cuidados extras.

Somente neste ano, 32 pessoas foram picadas por serpentes em Pontes e Lacerda e esta situação não é diferente de outros municípios do Brasil, que também estão sofrendo com a falta do soro, mas requer atenção redobrada pelo elevado número de casos de picadas de serpente. Até temos o soro para a cobra coral e a cascavel, mas para a serpente está em falta, destacou Dalva Horn – Chefe do Departamento de Vigilância em Saúde de Pontes e Lacerda.

Prevenção
Prefeitura Municipal de Pontes e Lacerda através da Vigilância em Saúde do município pede à população que adote alguns cuidados, principalmente, quando estiverem em áreas de maior incidência de serpentes, como quando estão a trabalho ou lazer em matas, pescarias e cachoeiras.

A orientação é:
O uso de botas de cano alto ou perneira de couro, botinas e sapatos pode evitar cerca de 80% dos acidentes;
Usar luvas de aparas de couro para manipular folhas secas, montes de lixo, lenha, palhas, etc.
Não colocar as mãos em buracos. Cerca de 15% das picadas atingem mãos ou antebraços;

Cobras se abrigam em locais quentes, escuros e úmidos. Cuidado ao mexer em pilhas de lenha, palhadas de feijão, milho ou cana. Cuidado ao revirar cupinzeiros;
Onde há rato,há cobras. Limpar paióis e terreiros, não deixar lixo acumulado. Fechar buracos de muros e frestas de portas;

Evitar acúmulo de lixo ou entulho, de pedras, tijolos, telhas e madeiras, bem como não deixar mato alto ao redor das casas. Isso atrai e serve de abrigo para pequenos animais, que servem de alimentos às serpentes.

Semsa- Secretaria Municipal de Saúde

Compartilhar

Deixe uma resposta