Minerva anuncia reabertura do frigorífico de Mirassol

0

O movimento é uma tentativa da companhia de ganhar terreno frente à crise da rival JBS, deflagrada pela delação dos irmãos Joesley e Wesley Batista.

Na semana passada, o Minerva já havia fechado a compra, por US$ 300 milhões, dos negócios da JBS no Paraguai, Uruguai e Argentina.

De acordo com fontes de mercado, executivos do grupo vão se reunir hoje com autoridades do Estado de Mato Grosso para informar a reativação da operação de Mirassol D’ Oeste, parada desde 2015. A unidade vai precisar de alguns reparos e contratações, mas deverá voltar a funcionar nas próximas semanas.

O Minerva não é o único rival da JBS a considerar reaberturas de frigoríficos no Centro-Oeste, sobretudo em Mato Grosso, onde se concentra o maior abate de gado no País. Vice-líder no mercado de carnes, o Marfrig também vai avaliar em julho, afirmam fontes, se abrirá a operação de Nova Xavantina, que fazia parte de uma massa falida e está fechada.

JBS, Marfrig e Minerva participaram nos últimos anos de um movimento de concentração do setor. O JBS e o Marfrig tiveram apoio do BNDES para fazer aquisições dentro e fora do Brasil. O Minerva ficou de fora desse boom, mas também fez compras no País e passou a olhar ativos na América do Sul. No fim de 2015, o fundo Salic, da Arábia Saudita, comprou 20% do capital do frigorífico brasileiro, o que possibilitou maior musculatura para a companhia avançar no País. O grupo chegou a anunciar no ano passado a compra de um concorrente, o Frisa, mas a operação não foi adiante.

Compartilhar

Deixe uma resposta