Polícia Civil apreende adolescente identificado como autor de homicídio em Comodoro

0

Um adolescente identificado como autor do homicídio ocorrido na segunda-feira (15.11), no município de Comodoro (644 km a oeste de Cuiabá), foi apreendido pela Polícia Civil na terça-feira (16.11), menos de 24 horas após os fatos. O menor de 17 anos foi localizado na casa de um parente e confessou a autoria do crime.

O homicídio ocorreu no feriado de segunda-feira (15), por volta das 18h30, quando a vítima de 56 anos foi assassinada em um bar no centro da cidade. Assim que foi acionada sobre os fatos, a equipe da Polícia Civil iniciou as diligências, porém, a princípio, não havia muitas informações, uma vez que o corpo foi encontrado por volta das 20 horas.

Durante as diligências e conversas com testemunhas, os policiais conseguiram identificar o adolescente, que foi localizado e apreendido. O menor de 17 anos estava escondido no sítio de um parente, na Gleba Águas Claras, região rural de Comodoro.

Questionado, o menor negou a autoria, porém, ao serem mostradas a ele provas materiais do seu envolvimento no homicídio da vítima, inclusive filmagens de câmeras segurança existentes próximas ao local, ele confessou os fatos.

O adolescente alegou que estava tomando conta do bar, quando a vítima, que era andarilho, chegou ao estabelecimento e começou a incomodá-lo, xingando e falando palavras de baixo calão. Ele disse que se descontrolou e agrediu a vítima com socos e um golpe “mata-leão”.

Após os fatos, o adolescente deixou a vítima na calçada, fechou o bar e foi embora. As investigações estão em andamento para apurar as reais circunstâncias do homicídio, uma vez que dentro do bar foi localizada uma pedra de tamanho grande, partida ao meio e com vestígios de sangue, que pode ter sido utilizado na prática do crime.

A Polícia Civil trabalha nessa hipótese, contudo, ainda aguarda o laudo conclusivo da Perícia Técnica. O menor foi conduzido à Delegacia de Comodoro e responderá por ato infracional de homicídio qualificado e está à disposição da Justiça.

Por Assessoria/Polícia Civil-MT

Compartilhar

Deixe uma resposta