PRF e Exército desbloqueiam rodovias ocupadas por caminhoneiros, mas em MT ainda há bloqueios.

0
Dois trechos da BR-364 eram alvos dos protestos dos caminhoneiros em Rondonópolis e foram desocupados pelo Exército (Foto: Wésllen Tecchio/TVCA)

Mobilização policial ocorre em Rondonópolis e em Cuiabá desde a madrugada. Protesto de caminhoneiros chegou ao nono dia na terça-feira (30).

Nas primeiras horas desta quarta-feira (30), no décimo dia da manifestação dos caminhoneiros em todo Brasil, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) deu início a uma operação de desmobilização de pontos de concentração de manifestantes em Mato Grosso.

Para ação, que acontece de modo pacífico, foram acionadas equipes extras da PRF, além do apoio da Polícia Militar e do Exército Brasileiro.

Caminhoneiros começaram a sair dos locais de manifestação no Distrito Industrial, em Cuiabá (Foto: Leandro Trindade/TVCA)
Caminhoneiros começaram a sair dos locais de manifestação no Distrito Industrial, em Cuiabá (Foto: Leandro Trindade/TVCA)

Quatro trechos que estavam ocupados por caminhoneiros foram alvos da operação em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, em Cuiabá e na capital mato-grossense.

No entanto, nem todos os locais de manifestações foram liberados. Segundo a Rota do Oeste, concessionária que administra as rodovias, há sete pontos de concentração e caminhoneiros na BR-163.

As mobilizações ocorrem ao norte do estado. Os bloqueios são registrados em Nova Mutum (km 593 e km 601), Lucas do Rio Verde (km 686 e km 691), Sorriso (km 746 e km 750) e Sinop (km 821).

Outros quatro pontos foram desmobilizados esta manhã em Rondonópolis (km 219 da BR-163), Jaciara (km 269 da BR-364) e Cuiabá (km 398 da BR-364 e km 504 da BR-504).

Militares do Exército e policiais rodoviários desocupam trechos bloqueados por caminhoneiros no Distrito Industrial, em Cuiabá (Foto: Brígida Mota/TVCA)
Militares do Exército e policiais rodoviários desocupam trechos bloqueados por caminhoneiros no Distrito Industrial, em Cuiabá (Foto: Brígida Mota/TVCA)

A greve dos caminhoneiros chegou ao nono dia nessa terça-feira (29). O protesto teve início no dia 21 de maio contra o reajuste no preço do combustível anunciado pela Petrobrás.

Segundo o superintendente da PRF em Mato Grosso, Aristóteles Cadidé, os policiais cumprem uma determinação judicial e fazem a desmobilização dos locais onde ocorriam as manifestações dos caminhoneiros.

Caminhoneiros começaram a deixar os pontos de manifestação no Distrito Industrial, em Cuiabá (Foto: Brígida Mota/TVCA)
Caminhoneiros começaram a deixar os pontos de manifestação no Distrito Industrial, em Cuiabá (Foto: Brígida Mota/TVCA)

Dois trechos da BR-364 eram alvos dos protestos dos caminhoneiros em Rondonópolis. O outro é na BR-364 no Distrito Industrial, em Cuiabá. Cerca de 200 homens, entre forças de segurança e Exército, participaram da mobilização. Policiais militares e civis também estavam envolvidos.

Os policiais e o Exército orientaram os motoristas a seguirem viagem e a deixarem os locais de forma pacífica. Dessa forma, não há mais manifestação de caminheiros nesses trechos.

PRF e Exército desocupam trechos bloqueados por caminhoneiros em Rondonópolis (Foto: Wésllen Tecchio/TVCA)
PRF e Exército desocupam trechos bloqueados por caminhoneiros em Rondonópolis (Foto: Wésllen Tecchio/TVCA)

“Havia risco de desabastecimento e colapso das necessidades especiais, como alimentação, hospitais e demais atividades de emergência. Em Cuiabá também não há mais bloqueio”, garantiu o superintendente.

A PRF continua monitorando os pontos de concentração em todo o estado e apoiando o deslocamento desses veículos nas rodovias. G1MT

Compartilhar

Deixe uma resposta