Riva volta para a prisão! Gaeco prende o ex-presidente da AL, José Geraldo Riva.

0

Riva foi preso na manhã desta quarta-feira em sua residência.

Durou apenas uma semana a liberdade para o ex-presidente da Assembleia Legislativa e ex-deputado estadual José Geraldo Riva, que passou 122 dias preso no Centro de Custódia de Cuiabá, complexo do Carumbé.

Na manhã desta quarta-feira, ele foi novamente preso, em sua residência. A prisão foi feita pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual. Agentes do Gaeco ainda se encontram na casa do parlamentar e uma outra equipe está na Assembleia Legislativa realizando busca e apreensão de documentos.

Na AL, as buscas acontecem dentro da primeira secretaria, onde funciona o setor financeiro. Riva deixou o Centro de Custódia de Cuiabá (CCC) na última quarta-feira (24) e cumpria seis medidas cautelares determinada pela juíza Selma Rosane Santos Arruda, da 7ª Vara Criminal. A soltura do ex-deputado ocorreu depois da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que acatou o pedido de habeas corpus impetrado pela defesa.

A prisão de Riva aconteceu por volta das 6 horas da manhã, quando toda a família ainda estava dormindo. Segundo algumas informações de policiais civis, que participam da operação junto ao Gaeco, o ex-secretário geral da Assembleia Legislativa, Márcio Pommont, também já estaria preso.

A sua prisão teria acontecido porque no dia 24 de abril ele não foi encontrado pela Justiça para esclarecer um suposto esquema de desvios na Casa de Leis, que resultou em prejuízos da ordem de R$ 62 mi, que é o principal alvo da operação Imperador. Só uma semana livre. Este foi o tempo de liberdade de Riva depois de 122 dias na cadeia, em decorrência da Operação Imperador. A prisão desta quarta-feira ainda não se sabe se faz parte de mais uma etapa desta operação.

Riva estava em liberdade usando uma tornozeleira e não podia manter contanto com ninguém na Assembleia Legislativa. A nova prisão foi decretada pela juíza Selma Arruda, da Vara contra o Crime Organizado de Cuiabá. A deputada estadual Janaina Riva (PSD) reclamou da prisão de seu pai, em uma rede social. “É uma prisão desnecessária. Ele está de tornozeleira e cumprindo outras medidas restritivas, como não poder sair de Cuiabá. Depois que foi colocado em liberdade, há uma semana, ele mal saiu de casa”, disse.

dona-mara-4ª

Compartilhar

Deixe uma resposta